segunda-feira, 27 de junho de 2016

CONTO: O motoboy e o amigo


Desde quando conheci meu motoboy morenão, isso em março de 2016, venho dando constantemente para ele, ao menos 2, 3 vezes ao mês. Vou a sua casa, ou vamos ao motel, já dei na praia, na cachoeira, uma delícia. Ele é bem safadão, do jeito que eu adoro, e me fode muito bem.
        Em maio estava dando bem gostoso para ele em sua casa, quando a campainha toca, ele pede para fazer silêncio, mas a moto denunciava que tinha gente em casa, e o pior, nem tinha como eu me esconder, pois a casa é um conjugado. O celular toca altíssimo, denunciando mais ainda. Meu motoboy gostoso atende e um amigo, também motoboy, diz que esta em frente a sua casa e precisa conversar urgente com ele. Nos recompomos e ele atende a porta na esperança de resolver o assunto na rua, mas o amigo quer mijar e ao entrar me vê sentado no sofá com cara de boa samaritana, rsrsrsrs, e logo percebe o que esta ocorrendo, disfarça, me cumprimenta e logo volta pra rua para terminar o assunto. Passando cerca de 5 minutos, meu motoboy entra perguntando se eu não queria dar para o seu amigo também, pois ele havia percebido e tocado no assunto e meu amante confirmou que me come sim, mas que era pra deixar isso quieto. Ele retruca e disse que nada haver, que de vez em quando ele comia uns cuzinhos também. Foi quando surgiu a proposta. Eu fiquei ressabiado, mas aceitei. Quando os 2 entram em casa, e a gente meio sem saber por onde começar, até que eu tomo a iniciativa e ponho o pau do meu motoboy pra fora e começo a mamar na frente de seu amigo, que nos observa, apertando seu pau por dentro da calça.
        Ao mesmo tempo que chupava um, peguei no pau do outro e o pus pra fora da calça, quando me deparei com um cacetão enorme, enorme mesmo, tipo 23 cm, grossão, veiúdo. O motoboy 2 é branco, peludinho, com leve barriguinha, uns 30 anos, uma delícia. Alternava as mamadas nas duas pirocas até que meu motoboy oficial me pôe de 4 no chão na beirada do sofá e enfia o pau no meu cu. Nessa hora quase fui ao delírio, com um pau no cu e outro na boca, estava uma delícia, até que meu motoboy tira do meu rabo e goza na minha boca, deixando vago meu rabo pra levar torada do pauzão de 23 cm do amigo, que enfia tudo de uma vez e fica brincando por uns 20 minutos, até explodir num gozo farto em minha cara. Meu motoboy foi conferir o “estrago” que o amigo fez no meu cu, e não resistiu e meteu de novo, socou bastante, mas não chegou a gozar novamente. Ao desengatar o amigo, já de pau duro de novo volta a meter, mas eu já estava com o cu ardido, de tando dar, ele socou uns 5 minutos, mas pedi para ele parar, pois ja estava me incomodando, ele então toca uma punheta e goza dentro de minha boca. Nooooossa, como eu gostei de dar para 2 . Depois desse evento já dei outras vezes para o meu motoboy, mas sem a participação do amigo. Ehhh saudade!!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário